planejamento_de_SEO_indústria_piscina_lazer

Como montar um planejamento de SEO para a indústria de piscina e lazer?

Quando se deseja fazer um trabalho de marketing digital, um dos objetivos é que a sua empresa seja encontrada. No entanto, de nada adiantará se não houver antes um planejamento de SEO. Isso permite, por exemplo, que o seu site seja encontrado pela ferramenta que unirá você ao seu cliente: o Google.

Embora não vejamos muitas indústrias fazendo planejamento de SEO, isso é fundamental principalmente para o ramo de piscina e lazer, que lida diretamente tanto com o intermediário (B2B) quanto com o consumidor final (B2C).

Entenda o que você precisa saber antes de montar um planejamento de SEO para a indústria de piscina e lazer!

O que é SEO?

É o conjunto de regras que facilitam o rastreio e a indexação da sua página pelo Google. O buscador mais famoso da internet é a principal porta entre você e o seu potencial cliente. Quanto mais de acordo com os critérios de SEO o seu site estiver, mais chances ele tem de aparecer nos primeiros resultados de buscas.

E por que é tão importante estar entre os primeiros? Porque 90% dos usuários não passam da primeira página do Google. Então, quanto mais alto você estiver, maior a probabilidade de receber cliques. 

E como o Google encontra e organiza os links? Usando softwares como o Googlebot.

Como o Googlebot influencia no seu planejamento de SEO?

Googlebot é o nome genérico do programa/robô/spider/crawler criado pela Google para rastrear todas as páginas públicas na internet. Ele encontra os links e faz a indexação no índice — um gigantesco banco onde constam os dados que conseguiu rastrear do seu site, como URLs e títulos.

O nome Googlebot se refere tanto ao rastreador para computadores quanto ao de dispositivos móveis. Ambos simulam a ação de um usuário fazendo uma busca nesses ambientes.

O sistema de busca do Google anda cada vez mais aliado ao conceito de machine learning, em que as máquinas aprendem diversas informações por conta própria, sem intervenção humana direta.

Ao mesmo tempo, ele imita a lógica humana nessa aprendizagem — é o que ocorre com o sistema de indexação do buscador.

Para começar o seu rastreamento, o Googlebot parte de uma lista de URLs montada em rastreamentos anteriores. Ela é constantemente atualizada pelos webmasters responsáveis pelas páginas já listadas, que enviam novos sitemaps (mapas do site) pelo Search Console (ferramenta de análise do Google).

Quando ele visita essa lista, analisa todos os links dela e os coloca em uma relação de páginas a rastrear. Essa revisão permite que links quebrados ou excluídos não apareçam mais nos resultados de pesquisa.

Para facilitar que a sua página seja encontrada e organizada pelo Googlebot, é imprescindível o uso de SEO. Ele está presente desde um site para indústria de piscinas até portais de notícias, por exemplo.

Independentemente do seu segmento, a otimização de suas páginas facilitará o processo entre cliente e empresa. Portanto, é essencial que seja bem-feita.

Lembre-se de que cada buscador (Bing, Yahoo!, YouTube) conta com bots específicos. No entanto, o Google é o mais usado no mundo. Além disso, o SEO facilita o trabalho de indexação em qualquer ferramenta de pesquisa.

Quais são os tipos de pesquisa feitas no Google?

Embora nos lembremos apenas do modo convencional de fazer uma busca pelo Google, um bom planejamento de SEO exige que saibamos todos os tipos existentes:

Navegacional

É aquele quando você sabe em qual site quer entrar, mas não se lembra da URL. Por exemplo: você quer ler um texto nosso sobre marketing industrial, mas não se lembra do link. Então, vai ao Google e digita “Great by Choice marketing industrial”.

Informacional

É a pesquisa tradicional, na qual você deseja tirar uma dúvida. Não há um site específico que o usuário queira visitar ou produto que pretenda comprar. Portanto, o resultado orgânico é muito importante aqui.

Transacional

É a busca em que o usuário deseja fazer uma compra ou uma contratação. Nesse tipo, o interesse dele é negociar.

O que o Google enxerga em um site?

Além de conhecer todos esses elementos, você também precisa entender o que o bot do Google “enxerga” quando faz um rastreamento. Assim, fica muito mais fácil fazer o seu planejamento de SEO. 

Qualidade

Como você viu, a inteligência artificial do Google deseja imitar o comportamento do usuário. Então, imagine que você fez uma busca, entrou em um site e encontrou um conteúdo raso, com palavras-chave repetidas de maneira cansativa.

O conteúdo não respondeu à dúvida que você tinha, correto? É por isso que a qualidade é o principal fator que a ferramenta considera na hora de ranquear.

O conteúdo é o que revela expertise, autoridade e confiabilidade no seu site. Esses três fatores são extremamente considerados pelo Google e, mesmo que inconscientemente, também pelo usuário.

Palavras-chave

São os termos que resumem um conteúdo e, ao mesmo tempo, que você utiliza quando faz uma busca.

Por exemplo: o dono de uma pousada faz uma reforma e deseja procurar uma nova piscina para atrair mais hóspedes. Então, ele digita no Google “modelos modernos de piscina”, que formam a palavra-chave. Nos resultados, encontrará diversos links com conteúdos relacionados a essa busca. 

As palavras-chave são a base para um planejamento de SEO. Elas se diferenciam em cada fase do funil de vendas para o potencial cliente conhecer a sua indústria de piscina e lazer.

Velocidade de carregamento

A velocidade de carregamento é crucial para a experiência do usuário. Por isso, não deixe de considerá-la no seu planejamento de SEO.

Quanto mais tempo o seu site demora para carregar, mais rápido o usuário sai dele — às vezes, sem sequer ler o conteúdo.

Rapidez também é crucial quando você acessa um link pelo celular, já que um site pesado exige mais do pacote de dados.

Backlinks

É quando outro site faz referência ao seu conteúdo. Como você viu, o Google usa uma lista para encontrar novos links que serão rastreados e indexados. Portanto, quanto mais páginas citarem a sua, maiores as suas chances dela ser encontrada pelo buscador.

Outro fator é que links de sites com autoridade fazem com que a sua página também seja vista como respeitável. Com isso, depois de indexada, a sua empresa tem mais oportunidades de subir nos resultados de busca.

Viu o que é necessário saber antes de criar um planejamento de SEO para a indústria de piscina e lazer? Para ficar por dentro das novidades em marketing digital, acompanhe as nossas redes sociais: Facebook, Instagram e LinkedIn!

Great by Choice

Adicionar Comentário