LOGO_GREAT

Como fazer marketing de conteúdo para indústria?

O marketing de conteúdo é essencial para quem deseja atrair e fidelizar clientes pela internet. Se ele é usado pelo comércio online e trouxe mudanças para o varejo, também deve ser adotado pelo setor industrial. Mas o que é e por que fazer marketing de conteúdo para indústria?

Neste post, você entenderá o que é marketing de conteúdo para indústria e qual é a vantagem de adotá-lo. Confira:

O que é marketing de conteúdo?

É a estratégia de marketing que capta o potencial cliente por meio de conteúdo — a moeda mais importante da internet.

Por exemplo: se você tem uma dúvida sobre qualquer assunto, provavelmente pesquisa no Google para esclarecê-la. O conteúdo é a resposta para a sua questão.

Obviamente, não é apenas isso. Conteúdo é tudo aquilo que está nas páginas de blogs, sites, redes sociais e aplicativos. Tudo o que está em formato de texto, imagem, áudio e vídeo.

Como é o que movimenta a internet, precisa ter qualidade. E quando falamos de marketing de conteúdo para indústria, comércio ou qualquer outra empresa, essa responsabilidade só aumenta.

Diferentemente do tradicional, que é voltado para a venda de produtos e serviços, o marketing de conteúdo para indústria tem como objetivo atrair e fidelizar outras empresas. Porém, não apenas isso: manter a conversa com o consumidor final é também mantê-lo consciente da importância de matérias primas de qualidade. Resumindo: a indústria deve fazer o sell in (B2B) e o sell out (B2C).

Quem tem um varejo, por exemplo, precisa pesquisar bem a indústria fornecedora. A qualidade dos seus produtos e o custo-benefício são fatores essenciais para a manutenção de suas finanças e, claro, a sobrevivência do negócio. Ao mesmo tempo, o consumidor pesquisa muito antes de comprar algo no ponto de venda do varejo — principalmente qualidade e preço. 

As relações entre empresas precisam ser muito mais criteriosas, pois uma escolha ruim pode representar um prejuízo exorbitante. Além disso, o consumidor final precisa entender sobre a importância da matéria-prima no produto ou serviço que vai consumir.

Por que investir em marketing de conteúdo para indústria?

Você ainda acha que marketing de conteúdo para indústria é uma estratégia desnecessária? Entenda a importância dele no mundo digital:

Fundamental para a pesquisa do cliente

Antes de ser uma empresa, você também é cliente e, provavelmente, pesquisa bastante antes de fazer uma compra. O público consumidor em geral enxerga o Google como um excelente aliado para evitar gastos desnecessários.

Se antes apenas as propagandas eram suficientes para tirar dúvidas sobre um produto ou serviço, agora o consumidor precisa conhecer o que pretende comprar, entender o posicionamento da empresa e ler opiniões de outros usuários.

Portanto, se um indivíduo faz buscas para comprar qualquer novo produto que deseja adotar em sua rotina, os responsáveis por uma empresa também farão, mas com muito mais critério.

Transforma uma indústria em autoridade

Como dissemos, o marketing de conteúdo para indústria não é tão conhecido ou desenvolvido pelas agências. Isso significa que uma parcela reduzida do ramo industrial investe nessa estratégia. Porém, no resto do mundo o cenário é diferente, a ponto de movimentar US$16 bilhões na indústria global.

O conteúdo pesquisado e estruturado (com intertítulos, parágrafos pequenos e leitura dinâmica), que tenha imagens e siga o funil de vendas, mostra que a sua empresa não apenas produz matérias-primas, mas também entende sobre tudo o que envolve o mercado dela.

Como fazer marketing de conteúdo para indústria?

Embora as ferramentas sejam parecidas, o modo de utilização mudará. Entenda:

Persona

É muito comum lermos por aí que o marketing de conteúdo para indústria deve ser B2B (business to business), ou seja, voltado para empresas. Correto, mas não suficiente.

Como sabemos, há empresas que fazem produtos diretamente para o consumidor final, como as fábricas de computadores. No entanto, há também clientes que gostam de saber sobre a qualidade de uma matéria-prima antes de consumir um produto. Então, o marketing para indústrias também deve ser B2C (business to client).

Você deve trabalhar para essas duas personas. Obviamente, os conteúdos desenvolvidos serão diferentes. Empresas precisarão de materiais mais complexos, já que o ciclo de compra é mais longo.

O consumidor final pode se interessar sobre a utilidade, qualidade e aplicabilidade da matéria-prima. Já as empresas precisam saber, é claro, de tudo isso, mas também do diferencial da sua marca no produto que elas venderão.

Blogs

O blog é a ferramenta mais simples para começar a investir em marketing de conteúdo para indústria. Além de intuitivo, ele já conta com alguns recursos para deixar a escrita mais fácil. No entanto, é fundamental contar com um redator experiente para a produção dos materiais.

Mas por que ter um blog? Esta é a principal estratégia para fidelizar usuários. Com conteúdo esclarecedor, você é capaz de atrair potenciais clientes e se transformar em autoridade em seu segmento. Isso tudo sem citar diretamente o seu produto.

Como? Simples: falando sobre aspectos importantes da indústria e do material que estão relacionados às soluções que você oferece.

Tipo de conteúdo

Em marketing de conteúdo para indústria, empresas que já têm um tipo de demanda consolidada (as do ramo de lazer, por exemplo) precisam se voltar mais a educar o cliente sobre a sua produção, como ela pode ser utilizada e cases de sucesso. A escolha de palavras-chave deve levar isso em consideração.

Já para indústrias que trazem inovações e desejam criar demanda, você precisa fazer uma curadoria de palavras-chave mais abrangente, já que, possivelmente, o seu potencial consumidor nem sabe que a sua solução existe.

E-books e webinars

Uma estratégia inteligente de marketing de conteúdo é a produção de materiais ricos, como e-books e webinars. Eles são essenciais para a captação de informações do seu potencial cliente, que serão utilizadas para manter o diálogo e aprimorar as suas personas.

E-books não precisam ser longos, mas devem trazer informações que você não encontra facilmente em blog posts. Podem até ser conjuntos de blog posts em arquivos editados e layouts adaptados, mas devem trazer algo novo ao usuário, para que ele dê valor ao que você produziu.

Já o webinar entra como um conteúdo audiovisual, cada vez mais forte com a melhoria da banda larga e o fácil acesso a pontos de wi-fi. Ele deve contar com a participação de um profissional forte da sua empresa. O usuário precisa enxergar valor tanto na pessoa quanto no conteúdo.

Você pode falar sobre aspectos da produção e de como a sua matéria-prima pode solucionar problemas, mas sem citar a sua empresa diretamente. De maneira sutil, convide o usuário a entrar em contato.

O conteúdo deve ser apresentado de maneira objetiva e cativante. Quem assiste deve ter a certeza de que aprende algo, e não de que você tenta vender alguma coisa.

Viu como é possível fazer marketing de conteúdo para indústria? Entre em contato com a Great by Choice e invista na sua presença digital!

Adicionar Comentário