LOGO_GREAT

Afinal, como criar uma persona para a sua empresa?

É bem possível que você já tenha ouvido falar em personas. Sempre que um planejamento de marketing é iniciado, elas são citadas como elementos fundamentais para que o projeto caminhe na direção certa. Porém, a dúvida que fica no ar é: como criar uma persona? Como definir com quem a empresa vai falar?

Calma, criar uma persona não é nenhum bicho de sete cabeças! Mas sim, exige cuidado, atenção e critério para que o plano de marketing digital definido tenha resultados positivos e satisfatórios. Então, vamos aprender como criar uma persona e qual é a importância dela para uma estratégia?

Quais são as diferenças entre público-alvo e persona?

Muitas pessoas ainda confundem público-alvo e persona. No entanto, são coisas diferentes.

Para sermos mais precisos, podemos dizer que a persona é o público-alvo lapidado, refinado e objetivo.

Entenda a diferença.

Público-alvo

O público-alvo abrange de maneira mais geral quem são seus possíveis consumidores. Leva em consideração fatores como delimitação geográfica, análise socioeconômica, segmento de atuação da marca e concorrência.

Persona

A persona é um estudo aprofundado. Com ela, é possível enxergar com uma lupa quem são seus clientes; como agem, o que pensam e o que buscam. Basicamente, é dar um rosto e um perfil ao público-alvo.

Como criar uma persona?

Para saber como criar uma persona, é preciso entender o que é uma pesquisa de mercado. Essa é a base para conhecer cada detalhe daquele que consome uma marca, um produto ou serviço.

Existem vários tipos de pesquisas de mercado: quantitativas, qualitativas e mistas. Atualmente, poucas empresas especializadas no assunto utilizam o velho questionário feito com papel, caneta e prancheta nas ruas.

Para facilitar a captação de respostas e agilizar o processo de análise, muitas pesquisas são realizadas eletronicamente, usando formulários e programas que geram métricas com os dados obtidos.

Para conduzir uma pesquisa de mercado de sucesso e, assim, criar uma persona, é preciso seguir alguns passos. Vejamos quais são eles.

Elabore um questionário

Não dá para fazer uma boa pesquisa de mercado e montar uma persona usando um questionário genérico. É necessário que o consumidor entre no universo da marca a cada pergunta, dizendo por qual motivo consome determinado produto ou serviço, contando sobre a sua relação com ele e, claro, falando um pouco sobre si, seus gostos e suas necessidades.

A pesquisa precisa ir além das perguntas básicas, como idade, estado civil e profissão. É preciso chegar em questões que mostrem a personalidade, as preferências e os anseios das pessoas. É claro, o questionário não pode ser muito extenso ou cansativo, mas precisa abordar os pontos certos para que você consiga um resultado consistente.

Algumas perguntas interessantes são:

  • gênero;
  • idade;
  • estado civil;
  • número de filhos;
  • região onde mora;
  • nível de escolaridade;
  • profissão;
  • renda;
  • hobbies;
  • como faz uso da tecnologia;
  • principais meios de comunicação utilizados;
  • sonhos e objetivos;
  • principais desafios pessoais e profissionais;
  • principais dores e como sua empresa pode ajudar a resolvê-las.

Selecione os clientes ideais

Você precisa definir quem é o consumidor a ser abordado. Dê preferência a pessoas que, de fato, acompanham os perfis nas redes sociais, consomem a marca e trazem novos consumidores para conhecê-la.

Não dá para usar como base pessoas genéricas que estão passando na rua aleatoriamente; é preciso buscar na carteira de clientes, em listas de contatos e no histórico de compras quem representa o consumidor ideal dos produtos e serviços da empresa.

Felizmente, toda empresa que tenha registros digitais — seja um site, uma loja online, um blog ou perfis nas redes sociais — tem como rastrear tais consumidores. São neles que a pesquisa deve se basear.

Aborde os clientes

A abordagem tende a ser uma etapa subestimada no processo de criação de personas. Entretanto, é ela que definirá o sucesso ou fracasso da empreitada, pois estimulará a participação dos clientes. Portanto, é essencial tomar alguns cuidados.

Preferencialmente, use um perfil ou contato pessoal para a abordagem, pois isso cria proximidade. Em uma mensagem privada, procure se apresentar, explicar o seu objetivo e propor uma conversa, seja ela presencial ou virtual.

Se possível, ofereça alguma vantagem para a pessoa que foi contatada, como cupons de desconto ou brindes exclusivos. Também não se esqueça de se colocar à disposição para responder dúvidas e, o mais importante, agradecer antecipadamente pela colaboração.

Criar uma persona

Analise os dados

Após o término da abordagem, é preciso transformar todas as informações obtidas em gráficos. Nesse sentido, as pesquisas realizadas por meio de questionários se mostram mais rápidas e baratas, pois demandam menos tempo na hora da análise.

É preciso fazer um balanço de tudo o que foi respondido. Dessa maneira, é possível identificar os dados que mais se repetem e, então, criar uma persona sem cometer erros ou correr o risco de ser generalista.

Parece confuso e trabalhoso, mas muitas pesquisas são realizadas via formulários eletrônicos ou empregam softwares específicos para esse tipo de trabalho, que mostram as métricas da triagem em poucos minutos.

Mas isso, é claro, para pesquisas quantitativas; questionários qualitativos e mistos exigem certo trabalho manual de qualquer forma.

Documente a persona

Com todos os dados em mãos, chegou a hora de refinar tudo que foi colhido, retirar informações das estatísticas e criar uma ou mais personas que possam representar o universo do seu público-alvo.

Ou seja, seu cliente vai ganhar nome, idade, estado civil, filhos (ou não), localização, escolaridade, profissão e hobbies. A persona surge com características palpáveis, personalidade, gostos, anseios e dúvidas.

Veja exemplos de personas:

  • Mariana, 35 anos, casada e com um filho pequeno. Trabalha como administradora de empresas e lidera uma equipe com 20 pessoas. Gosta de se atualizar sobre os acontecimentos do Brasil e do mundo, mas não tem muito tempo para se aprofundar; por isso, se informa usando o celular e as redes sociais. Seu dia a dia é corrido, então ela reserva os finais de semana e feriados para aproveitar a companhia do filho passeando em parques ou indo ao cinema. Quer consumir produtos e serviços que ajudem a organizar o cotidiano e sejam práticos;
  • João, 23 anos, solteiro e recém-formado em Educação Física. Já trabalha na área, como professor em uma academia perto de casa. Deseja se aprofundar e se aperfeiçoar na sua área e já pensa em cursar uma pós-graduação ou fazer cursos que o tornem um profissional diferenciado no mercado. É vaidoso, atento às novidades tecnológicas, adora sair com os amigos e postar nas redes sociais. Gosta de investir seu dinheiro em produtos conceituados, que tenham alta qualidade e renome.

Tudo isso torna a missão de trabalhar com Inbound Marketing muito mais fácil, pois os profissionais que executarão a sua estratégia terão uma boa ideia sobre as pessoas nas quais deverão concentrar seus esforços.

Já você poderá enxergar com mais exatidão quem é e como pensa seu consumidor final, chegando aos resultados desejados por um caminho mais curto e sem falhas na comunicação.

Viu só como criar uma persona deixa o trabalho muito mais fácil? Assim, é possível se aproximar do consumidor final e oferecer a ele um conteúdo feito sob medida, que vai informar e educar. Também vai possibilitar que ele se transforme em lead no momento que julgar mais apropriado, porque entende que determinado produto ou serviço o representa de maneira plena ou satisfaz as suas necessidades.

Conte com uma agência de marketing digital para criar uma persona para a sua marca! Empresas desse tipo contam com profissionais experientes e dedicados para conduzir cada etapa do trabalho. Isso vai poupar tempo e recursos. Também pode evitar desgastes.

E então, gostou de aprender como criar uma persona para a sua empresa e entendeu por que ela é essencial para o sucesso de uma estratégia de marketing digital? Para receber mais dicas como essas, acompanhe as nossas redes sociais: Facebook, Instagram e LinkedIn.

Adicionar Comentário